Villa Nova e Tupynambás acionam TJD para Campeonato Mineiro não ser retomado


Villa Nova e Tupynambás entraram, nessa sexta-feira (10), com pedidos de liminar no Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG), solicitando o cancelamento do reinício da competição e a anulação do rebaixamento na atual edição do Campeonato Mineiro.

As duas equipes ocupam as duas últimas colocações no Campeonato Mineiro após nove rodadas. O time de Juiz de Fora terá pela frente nos últimos dois jogos a Caldense e o Boa Esporte, enquanto a equipe de Nova Lima vai encarar o Uberlândia e o Coimbra.

Enquanto a ação não é julgada, os dois times mantêm o planejamento no futebol. Nesta segunda-feira (13), o Villa Nova tem apresentação marcada, quando estão previstos testes para detecção do novo coronavírus nos atletas.

O Tupynambás, que dispensou elenco e comissão técnica em março está sem atletas contratado. O clube de Juiz de Fora ainda tem a Série D do Brasileiro no calendário do segundo semestre, e pretende contratar atletas para jogar o restante do Estadual.

FMF

Em entrevista à rádio Super 91,7 FM na última sexta-feira, antes da ação impetrada por Villa Nova e Tupynambás, o diretor de competições da entidade, Leonardo Barbosa, disse que era direitos dos clubes ingressarem na Justiça, caso sentissem prejudicados.

“É um direito dos clubes acionar a Justiça. Ela existe justamente para atender os clubes que se sentem prejudicados. Nossa preocupação foi tomar as decisões da forma mais democrática e correta. Estamos conversando com todos desde março. Fizemos uma reunião na terça. Os 12 clubes participaram e dez concordaram com o retorno (Tupynambás e Villa Nova foram contra) no dia 26, com os procedimentos que foram definidos. De 12, eu tenho a concordância de dez. Curiosamente ou não, os dois que não concordaram estão na posição mais baixa da tabela e, portanto, mais ameaçados do rebaixamento. Se eles entrarem (na Justiça), só nos resta aguardar a decisão. Agora, a federação não fez nada de forma imposta”, afirmou Leonardo Barbosa.

TJD

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG), Bruno Cândido, garantiu a celeridade do processo. “Recebi as medidas na noite de sexta-feria (10) e já na semana que vem tomarei a decisão. É uma decisão célere. Clubes pleiteiam que o campeonato não retorne no dia 26, ou, no mínimo, que não haja rebaixamento”, informou, em contato com o Super.FC.

Atualizado às 20h12.





Fonte Notícia -> :Fonte Notícia